Postagem em destaque

Novo site no Ar!

domingo, 10 de janeiro de 2016

A Blasfêmia Contra o Espírito Santo (Parte II)

Bênçãos de Cristo sejam com todos! Hoje trataremos de um assunto muito sério, a blasfêmia contra o Espírito Santo. Nessa segunda parte deste artigo começado pelo Stanley, iremos ver pontos importantes desse pecado que inquieta tantas mentes. Se você está sendo perturbado por esses pensamentos não deixe de ler.



A blasfêmia contra o Espírito Santo é um terror para os novos convertidos (e até mesmo pessoas avançadas na fé), pois se trata de um pecado imperdoável, alguns têm medo em falar nele, outros até de escrever sobre, então vamos ver onde se encontra esse texto:

“Portanto, eu vos digo: Todo o pecado e blasfêmia se perdoará aos homens; mas a blasfêmia contra o Espírito não será perdoada aos homens.
E, se qualquer disser alguma palavra contra o Filho do homem, ser-lhe-á perdoado; mas, se alguém falar contra o Espírito Santo, não lhe será perdoado, nem neste século nem no futuro” Mateus 12:31-32
(Há referência a esse mesmo texto em Mc 3:28-30 e Lc 12:10)

Bem, aí está o texto que por muitos meses me perturbou, e vem perturbando a muitos. Confesso que sempre que lia a Bíblia e chegava nessa passagem ou eu a pulava e não a lia, ou lia com o coração na mão. Começarei contando a minha experiência acerca desse assunto para depois explanar um pouco sobre ele.

Tudo começou quando eu era novo convertido e estava fazendo o discipulado, pois bem, até que chegou em uma aula que falava sobre o pecado. Fui tendo a aula normalmente, pecado original, pecado por omissão, pecado por comissão: voluntário e involuntário, até que chegou na parte do PECADO IMPERDOÁVEL (e estava desse mesmo jeito na revista, bem estampado em caixa alta, para o meu desespero), os professores começaram a falar, coisa pouca, e depois passaram para o restante da aula. Lembro-me deles dizendo: blasfêmia contra o Espírito Santo é atribuir uma coisa que Deus fez... (eles fizeram uma pausa e com um pouco de temor na voz eles continuaram) ... ao diabo. Pronto, apenas isso foi capaz de me manter nesse medo por meses. Começaram a vir os pensamentos contra o Espírito Santo, blasfêmias contra as línguas estranhas e risadas na minha cabeça na hora do culto. Com todo esse tormento resolvi consultar aos meus professores e perguntei sobre a blasfêmia contra o Espírito, o que recebi como resposta? Não gosto de falar sobre isso. Foi o que um deles disse, até eles tinham medo de cometer tal pecado! Então continuei nessa luta, algumas vezes deixavam-me em paz, mas às vezes vinham com toda a força. Até que um dia estava lendo um livro sobre escatologia (esse foi um assunto que sempre ganhou horas da minha atenção), Apocalipse comentado, era o título, até que chegou no capítulo treze, a Besta do Mar, da Terra e o Dragão, o autor do livro comentava que esses três constituíam a “trindade satânica”. Já pode prever o meu desespero ao ler isso, “ como assim trindade satânica? Um Pai, Filho e Espírito satânicos? ”, fechei o livro, os pensamentos vieram como uma torrente violenta, meu coração disparou, batia forte, me deitei na cama olhando para cima, estava gelado, o medo domava meu corpo enquanto que minha mente estava em devaneios. Me levantei, e perdi perdão a Deus (mesmo sabendo que era inútil, estava pleno de confiança: havia perdido a salvação ali, naquele instante). Passaram-se horas, até que me acalmei. Não sei bem como isso começou (hoje vejo que era dedo de Deus), estava cansado daquilo, comecei a ler sobre o Espírito Santo, sobre pecado imperdoável e leituras relacionadas. Nas leituras conheci quem realmente era o Espírito de Deus, sua obra, poder, personalidade e também me aprofundei no assunto da blasfêmia contra Ele. Hoje sou liberto desses pensamentos, nunca mais vieram em minha mente, posso dizer que o próprio Deus me revelou quem é o seu Espírito e Ele mesmo me libertou desse medo terrível que Ele não quer que nenhum dos seus filhos sintam, pois Ele é um Pai de Amor, Ele não quer temor, mas amor! Deixe-me contar apenas mais um fato. Quando me libertei desse medo, fui aos meus professores e disse, “sente aqui, vamos falar sobre blasfêmia contra o Espírito Santo”. Falei a eles das maravilhas que tinha lido, mas até hoje eles têm um pouco de receio em tocar nesse assunto, diferente de mim. Muitos como eles têm medo desse pecado, por isso que eu e o Stanley resolvemos fazer essa ajuda. Sei que o texto já está grande, por isso vamos passar logo para a segunda parte da segunda parte (rsrsrs)

O que é blasfêmia?

O termo blasfêmia abrange
  1. Falar mal
  2. Zombar
  3. Insultar
  4. Difamar
  5. Caluniar
  6. Ultrajar

Agora em um dicionário bíblico: 988 βλα σφ ημια blasphemia de 989; TDNT - 1:621,107; n f

1) calúnia, difamação, discurso injurioso contra o bom nome de alguém
2) discurso ímpio e repreensivo, injurioso contra a majestade divina

A blasfêmia contra o Espírito Santo

Como ocorre a blasfêmia contra a terceira pessoa da trindade? Como vimos, blasfêmia envolve um processo VOLUNTÁRIO e CONSCIENTE do acontecimento, a pessoa escolhe blasfemar contra Deus e não está nem aí. É como dizer a Cristo: Que importa o seu sacrifício e o seu sangue? Quantos de nós já não ouvimos ou vimos frases do tipo: “Jesus zumbi”, “Jesus deveria ter apanhado mais! ” Isso se caracteriza como uma blasfêmia a Cristo pois a intenção foi voluntária e deliberada, a intenção era realmente ofender!

O que aconteceu em Mateus 12 foi que Jesus estava expulsando um demônio e os fariseus disseram que ele expulsava por belzebu, o príncipe dos demônios. Os fariseus SABIAM que Jesus expulsava pelo poder de Deus, eles não poderiam mais negar isso, mas se eles afirmassem isso o povo iria crer em Jesus e eles seriam tomados por mentirosos pois sempre tentavam achar falha em Cristo, mas pela dureza de seus corações e não querendo “dar o braço a torcer” eles blasfemaram contra o Espírito Santo, repare nas palavras de Cristo nos próximos versículos:

E, se qualquer disser alguma palavra contra o Filho do homem, ser-lhe-á perdoado; mas, se alguém falar contra o Espírito Santo, não lhe será perdoado, nem neste século nem no futuro.

Ou fazei a árvore boa, e o seu fruto bom, ou fazei a árvore má, e o seu fruto mau; porque pelo fruto se conhece a árvore.

Raça de víboras, como podeis vós dizer boas coisas, sendo maus? Pois do que há em abundância no coração, disso fala a boca.

O homem bom tira boas coisas do bom tesouro do seu coração, e o homem mau do mau tesouro tira coisas más.

Mas eu vos digo que de toda a palavra ociosa que os homens disserem hão de dar conta no dia do juízo.

Porque por tuas palavras serás justificado, e por tuas palavras serás condenado.
Mateus 12:32-37

Nos versículos acima percebemos que a blasfêmia contra o Espírito Santo só é cometida por alguém que conhece a verdade, ou parte dela, e NÃO nasceu de novo. Jesus disse que o coração dos fariseus não estava purificado por isso que eles diziam aquelas blasfêmias. Uma pessoa não regenerada não pode dizer coisas boas sobre Deus assim como uma pessoa regenerada não pode dizer coisas más sobre Deus. É fora de lógica. Uma macieira nunca dará um limão. Se você é regenerado e nascido de novo, então se livre desse peso, você não pode blasfemar contra o Espírito Santo, medite nos versículos acima. João escreve que: Sabemos que todo aquele que é nascido de Deus não peca; mas o que de Deus é gerado conserva-se a si mesmo, e o maligno não lhe toca, 1 Jo 5:18.

Também é notória a insistência de Jesus em palavras como falar, dizer. São palavras muito importantes. Falar requer um ato deliberado, ninguém fala por não querer, todo um mecanismo é movimentado no processo da fala, a mente, o sistema respiratório, que inclui pulmões, língua, diafragma, ou seja, um processo que o falante escolheu fazer. Blasfemar contra o Espírito é muito mais do que pensar. Já teve pensamentos ruins acerca do Espírito Santo? Você falou essas palavras ou as barrou em sua mente? Você proferiu em voz alta? Provavelmente você tentou esquecê-las e apaga-las da memória. Por que você não abriu a boca e falou? Por que esse pensamento não era seu, não era da sua vontade falar contra o Espírito Santo! Como já foi dito na primeira parte, “O DEUS que eu sirvo é ONISCIENTE, e Ele compreende seu sofrimento! ”. Deus como um Pai Amoroso entende os seus filhos e sabe o que lhes aflige e passa em suas cabeças. Claro que o próprio Espírito sabia que esse pensamento ocioso não era seu. Onde fica o lugar do diabo em tudo isso? É claro que há um dedo dele nesse pensamento. Quantas vezes não estamos em algum lugar e de repente nos vem à cabeça um pensamento impróprio que você desejaria nunca ter pensado? Como inimigo de Deus o diabo odeia o Santo Espírito, pois Ele é gracioso, bondoso e perdoador, por isso que Satanás coloca esses pensamentos em sua cabeça, ele quer que você fique com medo do Espírito santo, para te afastar dEle. Tenha algo em mente, enquanto você NÃO quiser blasfemar, você NÃO irá blasfemar. Quando vier palavras más contra Deus, fale coisas boas, diga que Deus é misericordioso, bondoso.

Tipos de blasfêmias

Na Bíblia é registrada três blasfêmias contra o Espírito Santo: Zombaria contra o Espírito Santo, Mentira contra o Espírito Santo, e Apostasia total e voluntária. Vamos falar agora de cada uma delas.

Já falamos sobre a zombaria, que foi o caso dos fariseus que zombaram de Deus, esse tipo de blasfêmia envolve manchar o nome do Espírito Santo, atribuindo-lhe características más, ou escarnecer, ultrajar e insultar o seu nome, obra e poder.

A mentira contra o Espírito Santo foi cometida por Ananias e Safira, no episódio em que eles venderam um terreno e doaram uma pequena parte para Deus como se fosse o preço completo, primeiro morreu Ananias e depois sua Safira, vamos ler essa passagem:
Mas um homem chamado Ananias, casado com uma mulher que se chamava Safira, vendeu um terreno 2e só entregou uma parte do dinheiro aos apóstolos, ficando com o resto. E Safira sabia disso. 3Então Pedro disse a Ananias:
— Por que você deixou Satanás dominar o seu coração? Por que mentiu para o Espírito Santo? Por que você ficou com uma parte do dinheiro que recebeu pela venda daquele terreno? 4Antes de você vendê-lo, ele era seu; e, depois de vender, o dinheiro também era seu. Então por que resolveu fazer isso? Você não mentiu para seres humanos — mentiu para Deus!
5Assim que ouviu isso, Ananias caiu morto; e todos os que souberam do que havia acontecido ficaram com muito medo. 6Então vieram alguns moços, cobriram o corpo de Ananias, levaram para fora e o sepultaram.
7A mulher de Ananias chegou umas três horas depois, sem saber do que havia acontecido com o marido. 8Aí Pedro perguntou a ela:
— Me diga! Foi por este preço que você e o seu marido venderam o terreno?
— Foi! — respondeu ela.
9Então Pedro disse:
— Por que você e o seu marido resolveram pôr à prova o Espírito do Senhor? Os moços que acabaram de sepultar o seu marido já estão lá na porta e agora vão levar você também.
10No mesmo instante ela caiu morta aos pés de Pedro. Os moços entraram e, vendo que ela estava morta, levaram o corpo dela e o sepultaram ao lado do marido. 

Atos5:1-10 (NTLH)

Por que esse casal morreu? Por que eles desconsideraram o Espírito Santo, eles ousaram mentir a Deus, pensando que Deus seria tolo, assim pensaram: vou blasfemar e não me importo com o que Deus pensa! Como disse Pedro, de um jeito ou de outro o dinheiro iria ser deles, não havia necessidade de mentir para Deus. Ananias e Safira também usaram a Igreja para se beneficiar, eles queriam que todos vissem como eles eram bons, doando uma quantia tão grande a Igreja. Eles ultrajaram o sangue de Cristo, usando dele para benefício próprio, tentaram barganhar a Igreja e mentiram para Deus e não demostraram arrependimento.

Outra blasfêmia contra o Espírito de Deus é a Apostasia total e voluntária. Essa apostasia é descrita em Hebreus 10:26-31:

Porque, se pecarmos VOLUNTARIAMENTE, depois de termos recebido o conhecimento da verdade, já não resta mais sacrifício pelos pecados,

Mas uma certa expectação horrível de juízo, e ardor de fogo, que há de devorar os adversários.

Quebrantando alguém a lei de Moisés, morre sem misericórdia, só pela palavra de duas ou três testemunhas.

De quanto maior castigo cuidais vós será julgado merecedor aquele que pisar o Filho de Deus, e tiver por profano o sangue da aliança com que foi santificado, e fizer agravo ao Espírito da graça?

Porque bem conhecemos aquele que disse: Minha é a vingança, eu darei a recompensa, diz o Senhor. E outra vez: O Senhor julgará o seu povo.
Horrenda coisa é cair nas mãos do Deus vivo.
Hebreus 10:26-31

Essa passagem de Hebreus declara uma completa apostasia daqueles que conhecem a verdade, mas se desviam dela e pecam deliberadamente. Para esses não há mais esperanças, pois, conhecendo tão grande graça ainda assim a rejeita. Mas quero chamar atenção para os versículos 28 e 29, onde o escritor de Hebreus nos fala que se alguém que desobedecia a Lei, que era rígida, morria sem misericórdia, pior será aquele que abusar da graça de Deus, pecando voluntariamente, sendo reconhecedor dessa graça. Tal pessoa trata como nada o Sangue de Jesus que um dia o purificou e ultraja a graça vinda do Espírito Santo, se utilizando dela para pecar e não se importando com isso. A este cabem apenas o temor da condenação e o juízo de Deus.

Voltando um pouco no livro, o Escritor de Hebreus nos fala que para os que se apostatarem não há mais salvação, pois suas mentes já foram dominadas por Satanás, as fazendo insensíveis a Deus e a ação do Espírito Santo de produzir arrependimento.

Porque é impossível que os que já uma vez foram iluminados, e provaram o dom celestial, e se fizeram participantes do Espírito Santo, e provaram a boa palavra de Deus, e as virtudes do século futuro, e recaíram, sejam outra vez renovados para arrependimento; pois assim, quanto a eles, de novo crucificam o Filho de Deus, e o expõem ao vitupério.
Hebreus 6:4-6

É impossível haver arrependimento para os que blasfemam, pois se eles receberam a regeneração uma vez, como pode então que se arrependam de novo? Os que blasfemam contra o Espírito Santo, crucificam Jesus novamente e o humilham, o expondo ao ridículo. Veja como isso é sério!

O apóstolo Pedro nos fala que os que saíram do meio de nós e pregam heresias e mentiras acerca de Deus blasfemam, e igualmente ao escritor do Hebreus, ele diz que sobre eles virá iminente condenação.

E também houve entre o povo falsos profetas, como entre vós haverá também falsos doutores, que introduzirão encobertamente heresias de perdição, e negarão o Senhor que os resgatou, trazendo sobre si mesmos repentina perdição. E muitos seguirão as suas dissoluções, pelos quais será blasfemado o caminho da verdade
2 Pe 2:1,2

O Antigo Testamento também nos traz um versículo sobre esse pecado imperdoável, está em provérbios. Esse versículo nos diz que aquele que peca deliberadamente e não se arrepende está se tornando prisioneiro eterno da desgraça, assim como Cristo disse que a pessoa que blasfema contra o Espírito Santo é réu do pecado eterno (Mc 3:29), basicamente o conceito e ensinamento é o mesmo do de Pedro e de Hebreus.

Quem é repreendido muitas vezes e teima em não se corrigir cairá de repente na desgraça e não poderá escapar (Pv 29.1 NTLH). 

A blasfêmia contra o Espírito Santo ocorre me um processo de endurecimento do coração, os fariseu já tinham vistos vários milagres de Jesus, mas por orgulho blasfemaram, Ananias e Safira sabiam o que estavam fazendo e mesmo assim resolveram mentir, a apostasia ocorre em um escalada de fatores até chegar a blasfêmia.

Por que imperdoável?

Muitos se perguntam: por que esse pecado é imperdoável? Vou dizer o que penso a respeito. Sabemos que a trindade é composta por três pessoas que compartilham a mesma essência, mas são pessoas distintas. O Espírito Santo não é mais nem menos do que o Pai e o Filho, mas na Bíblia nos é ensinado que o Espírito é o mais sensível. Não é dito “não entristeça o Pai” ou “não entristeça o Filho”, mas é falado em Efésios 4:30: Não entristeçais o ESPÍRITO! O Espírito Santo sofre com os nossos pecados e pode ficar triste com isso. Deus Pai ama ao seu Espírito e Jesus ama ao seu Espírito. Jesus disse que o seu sangue perdoaria todos os pecados, menos a blasfêmia contra o Espírito Santo. Algo semelhante é dito também no Livro de Isaías.

Mas eles foram rebeldes, e contristaram o seu Espírito Santo; por isso se lhes tornou em inimigo, e ele mesmo pelejou contra eles.
Isaía 63:10

Essa passagem mostra que os israelitas pecaram tanto, a ponto de contristar o Espírito Santo. O que é contristar? É cansar, perturbar, afligir, violentar. Pode imaginar isso? O quão sério isso é? O Espírito Santo fica sofrendo quando pecamos, mas Israel pecou tanto que Ele ficou perturbado, cansado. O Espírito não era mais o mesmo, Ele estava sendo afligido pelos homens, até que o Pai resolveu intervir, nenhum sacrifício, nenhuma oração perdoaria esse pecado, eles blasfemaram do Espírito Santo, ao ponto do próprio Deus lutar contra eles. Daí tiro que tal pecado é imperdoável, por essa e pelas razões citadas acima.

Estou com medo, e agora?!

Depois de tudo o que foi exposto aqui, quero trazer um alívio para você. Vamos rever as palavras de Cristo em Mateus 12. Muitos usam somente as partes que falam da blasfêmia, não levando em conta os versos anteriores e posteriores, veja o que Jesus disse antes de falar sobre o pecado imperdoável:

Quem não é comigo é contra mim; e quem comigo não ajunta, espalha.

Portanto, eu vos digo: Todo o pecado e blasfêmia se perdoará aos homens; mas a blasfêmia contra o Espírito não será perdoada aos homens.
Mateus 12:30,31

Está aí, Jesus disse que quem é por Ele, não pode ser contra Ele. Junte todas as informações que você leu aqui e reflita, somente quem não é por Jesus poderá blasfemar contra o Espírito Santo. Você quer continuar com Cristo? Você quer trabalhar em prol do seu evangelho? Você deseja estar com Deus no céu? Reflita: estou com Ele e para Ele? Se a respostas for sim, então você não blasfemou e nunca blasfemará! Se você é por Cristo, então você não cabe nesta advertência. A blasfêmia contra o Espírito Santo é caracterizada pela ausência de arrependimento e temor, se você ao ter esses pensamentos se sentiu com medo ou angustiado, se sentiu que isso poderia ofender a Deus, então considere-se limpo e livre desse peso! A pessoa que blasfema se torna contra tudo o que é de Deus.

Liberdade!



Agora que você já sabe o que é a blasfêmia contra o Espírito Santo, não precisa mais ficar temeroso. Peça a Deus para que esses pensamentos veiam a sair da sua cabeça. Não tenha mais medo do seu Consolador. E se você o entristecer, lembre-se, Ele se veste de misericórdia e a fidelidade é a sua capa, Jesus disse que Ele ficaria com você PARA SEMPRE, como gosto dessas palavras de Cristo, “E eu rogarei ao Pai, e ele vos dará outro Consolador, para que fique convosco para sempre (João 14:16), não é apenas um pecado que irá afastá-lo de você, mesmo pecando Ele estará ali, fazendo você se arrepender e levando-o até a Jesus, Ele é fiel, e ficará com você para sempre. Talvez todo esse medo de blasfemar seja por uma razão: Amor. É isso mesmo, uma das coisas que o diabo faz nas mentes é dizer: “o Espírito Santo foi embora, você nunca mais vai tê-lo!”, e você não quer blasfemar por que ama ao Espírito Santo, você quer continuar com Ele. Deve estar se perguntando “como sei que Ele ainda está aqui? ”. Ainda ouve uma voz em seu coração dizendo “Ore”, ou “Leia a Bíblia”, ainda ama a Deus e deseja ser dEle? Então Ele ainda está com você.

Conheça o Espírito, compartilhe com Ele o seu sofrimento, experimente a liberdade de Deus e o seu descanso.

Como o animal que desce ao vale, o Espírito do Senhor lhes deu descanso (Isaías 63:14)
Descanse na liberdade do Espírito!

Oro de todo o meu coração para que as suas palavras para com Deus sejam as mesmas do salmista: Guia-me o teu BOM Espírito por terras planas (Sl 143:10). E também oro para que você veja como Ele é um Doce Espírito.

-----------------------------------------------------------------------------

Gostou desse artigo e conhece algum familiar, amigo ou conhecido que passa por esses problemas? Não deixe de compartilhar esse texto com ele. 


Se você gostou do nosso trabalho não deixe de compartilha-lo.

Encontre-nos também no Facebook: Página O Poder do Espírito Santo

Para a construção desse artigo foram usadas fontes de livros, revistas e Internet e relatos pessoais.

Que a Graça de Deus, dada pelo Espírito e que é nossa por estarmos unidos com Cristo Jesus sejam com todos vocês,

Deus sabe mais!

12 comentários:

  1. Que palavra reveladora. Irmãos quando puderem escreva sobre pensamentos involuntários e impuros. Estou passando por essa batalha e preciso de orientação.

    ResponderExcluir
  2. Estudo abençoado! Deus continue abençoando vidas através esse blog.

    ResponderExcluir
  3. Gostei muitoooooo.....obgrido vaso abençoado

    ResponderExcluir
  4. se eu falei algo sem querer , exemplo , peguei mania de falar sobre as músicas do iron maiden e falava : e do diabo isso e aquilo , um dia isso saiu espontâneo da minha boca sobre um louvor que eu tava tocando , isso e blasfêmia?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não! Sua mente estava meio que pré-programada de tanto você repetir essa mania. Entenda, que ninguém Engana a DEUS. Ele sabe quem blasfema e quem não faz isso.

      Excluir
  5. E se você falar sem querer ? Tipo eu tava com esses pensamentos na cabeça com muita força, e eu tava falando coisas boas sobre o Espirito Santo, mas na minha mente veio um monte de palavrão e acabou saindo um sem querer.

    ResponderExcluir
  6. "Quem não é comigo é contra mim; e quem comigo não ajunta, espalha."

    Após ter lido isso, fiquei mais tranquila pois hoje uma menina aceitou Jesus e meu coração se alegrou muito e também consigo confessar Jesus como meu Senhor e Salvador e quero ajudar na obra dEle! :) Obrigada pelo post!

    ResponderExcluir
  7. Eu Já Tive pensamentos assim que derrepente vieram com força na minha mente falando que Jesus merecia ter morrido isso é muito ruim

    ResponderExcluir
  8. Faz um tempo que tenho pensamentos assim, pois cometi pecado sabendo que era pecado, aí minha mente ficou cauterizada. Só que ainda leio a Bíblia e tento fugir do pecado. Isso é sinal que o Espírito Santo ainda me chama ao arrependimento?

    Estou atormentado por setas malignas fazendo eu pensar que estou orando ao inimigo, sendo que eu quero buscar a Deus.

    ResponderExcluir
  9. Sofro com isso faz 1 ano e meio eu acho, mas descobri que isso se trata de uma doença chamada"TOC" (Transtorno Obsessivo Compulsivo) vale a pena dar uma olhada, estou torando remédios e isso tem me ajudado Junto come Deus é claro! a me livrar desses pensamentos

    ResponderExcluir
  10. Estou passando por isso graças graças Deus o Senhor me levou a esse blog pq ja estava pirando mesmo achando que tinha perdido minha salvação vem muitos pensamentos ruins do tipo volta pro mundo vc ja está no inferno mesmo mais graças a Deus hj tirei minhas dúvidas pra gloria de Deus continuem postando esses assuntos pelo visto muitos sofrem disso

    ResponderExcluir