Postagem em destaque

Novo site no Ar!

domingo, 10 de abril de 2016

Tempestade


Então o Senhor respondeu Jó do meio da tempestade – Jó 38:1

Ontem estava chovendo muito, e eu estava deitado na cama, me preparando para dormir, até que, com um clarão que iluminou todo o quarto, abri os olhos, depois disso um forte trovão ecoou no céu. Em seguida uma série de clarões e fortes trovões enchiam meus olhos e ouvidos. De repente, uma faísca de medo apareceu em mim, não que eu tenha medo de trovão, nunca tive, mas ali, naquela hora nascera um medo em mim, medo do trovão, da sua força, da sua capacidade, talvez não estivesse com medo do trovão em si, mas sim da tempestade que trazia o trovão. Subitamente, comecei a pensar em Deus, na sua força, na sua capacidade, na sua potência, e então dormi tranquilo.

No outro dia, pensei no ocorrido daquela noite, no sentimento que tive ao ouvir uma tempestade. É bem verdade que nos sentimos impotentes perante uma tempestade, com toda aquela escuridão, autoridade, os seus relâmpagos que parece nos revelar por inteiro, seus trovões tão graves que tremem no nosso peito, e as suas consequências, nem se fala, quantas enchentes, desabamentos, desabrigados, realmente vemos o poder da natureza.
Ao pensar nesse episódio lembrei de uma história que está na Bíblia, vamos lê-lo:

E aconteceu que, num daqueles dias, [Jesus] entrou num barco com seus discípulos, e disse-lhes: Passemos para o outro lado do lago. E partiram.

E, navegando eles, [Jesus] adormeceu; e sobreveio uma TEMPESTADE de vento no lago, e enchiam-se de água, estando em perigo.

E, chegando-se a ele [Jesus], o despertaram, dizendo: Mestre, Mestre, perecemos. E ele, [Jesus], levantando-se, repreendeu o vento e a fúria da água; e cessaram, e fez-se calmaria.

E disse-lhes: Onde está a vossa fé? E eles, tremendo, maravilharam-se, dizendo uns aos outros: QUEM É ESTE QUE ATÉ AOS VENTOS E ÀS ONDAS REPREENDE, E LHE OBEDECEM?

Lucas 8:22-25

Os discípulos, nessa passagem bíblica, estavam passando por uma tempestade em um lago. A tempestade enchia o barco de água, e eles pensavam que iriam afundar. Mas eles em todo aquele desespero, depararam-se com uma cena incomum e um tanto que estranha, Jesus dormia tranquilamente no barco.  Posso imaginar, a angústia dos discípulos, e então eles acordam Jesus, e até com um pouco de raiva dizem: Estamos morrendo! Você não vai fazer nada? E então Jesus acorda e olha para eles com um olhar calmo e sério, levanta-se continuando olhando para eles e então pede para que o vento se acalme, na mesma hora a tempestade cessou. Eles ficaram de queixo caído, não esperavam que Jesus fosse fazer aquilo. Lembra-se da resposta de Jesus aos discípulos? Jesus os repreendeu pela falta de fé, Ele estava já a tanto tempo com eles, já havia lhes ensinado tanto. Sim, Jesus esperava que os próprios discípulos parassem a tempestade, pelo poder do Espírito Santo! Mas mesmo diante da falta de fé dos discípulos Jesus parou a tempestade, Jesus os salvou.

Nós também muitas vezes passamos por terríveis tempestades em nossas vidas, e diante delas nos sentimos frágeis, impotentes, sem saber o que fazer, com medo. Mas o que é o medo? Um dicionário diz que medo é, perturbação angustiosa do ânimo em consequência de um mal real ou imaginário. Ou seja, o medo vem a partir de algo que achamos ameaçador, sentimos medo perante algo que não podemos conter, isso aconteceu com os discípulos, eles estavam com medo, não podiam (na visão deles) conter a tempestade. Eles estavam em uma crise, uma crise de fé!

CRISE. Talvez você já tenha ouvido essa palavra por demais, e quem sabe já está até acostumado com ela, pois no contexto em que se encontra a nossa nação estamos continuamente vivendo com crise financeira, famílias, moral, ética e social. E todas essas crises nos constituem uma tempestade, que aliada ao medo, nos leva as vezes ao total desespero. Quais são as suas crises? Que tempestades têm castigado a sua vida? Será no trabalho? Na fé? Sua mente (e que tempestade)? Família? Saúde? Finanças? O que tem te deixado com medo, o que faz te pensar que irá perecer? Qual o vento que balança o seu barco para a direita e depois violentamente o sacode para a esquerda e faz você clamar: Levanta-te, Senhor; salva-me, Deus meu (Salmos 3:7)? Na crise de fé dos discípulos eles recorreram logo a Jesus, pois sabiam que Ele teria a solução, até mesmo para algo tão incomum, acalmar uma tempestade e assim Ele fez, e hoje Jesus vem lhe dizer que Ele também pode parar a sua tempestade.

Jesus pode e quer lhe salvar dessa tempestade, mas Ele quer que fazer isso junto de você, basta apenas crer que Ele é poderoso para isso, apenas clamar para que Ele venha intervir em sua vida. Jesus interveio na hora certa para salvar os discípulos, Ele estava controlando toda a situação, pois esperava que eles reagissem e aumentassem a fé, mas vendo que seria demais para eles, agiu na tempestade. Lembre-se que Jesus está no barco com você e Ele sabe para onde está indo, o seu barco não está sozinho no meio do oceano, mas há alguém cuidando dele. Muitas vezes a tempestade nos faz parecer impotentes, com a escuridão dela não enxergamos a Deus e até a nós mesmos, o medo da tempestade é mais mortal que ela em si, pois o medo bloqueia a nossa visão e nos paralisa, nos tornando incapazes de agir. Deus nos fala as mesmas palavras que Ele disse a Moisés quando este estava fugindo do deserto. Na frente dele o Mar, ao redor o deserto, e atrás o exército de faraó. Moisés se achava dominado pelo medo e então clamou a Deus, e Ele respondeu: Então disse o Senhor a Moisés: Por que clamas a mim? Dize aos filhos de Israel que marchem - Êxodo 14:15. Os israelitas precisavam continuar andando para que o mar se abrisse, eles tinham que confiar.

Mas há tempestades que custam a desaparecer, não por que Jesus não está no barco, não queira intervir ou não possa, mas para nos levar a algum lugar. Você já imaginou o que seria de um barco à vela sem o vento? Não iria nem sair do lugar se ninguém o empurrasse. O vento sopra para nos levar a algum lugar, um lugar longe da tempestade, a um porto seguro, Jesus nos guiará tranquilamente. Pense nisso, depois da tempestade sempre aparece um céu limpo, a tempestade não é eterna, mas ela apenas precede um céu limpo, azul, com um arco-íris. Confie em Deus e na Sua força e também acredite em si mesmo, assim a tempestade passará logo e tudo se fará calmaria. Não há tempestades, ventos e trovões que Jesus não possa controlar, aliás Ele criou as tempestades e sabe lidar muito bem com elas.

E Graças a Deus, que sempre nos faz triunfar em Cristo -  2 Coríntios 2:14


-----------------------------------------------------------------------------

Gostou desse artigo e conhece algum familiar, amigo ou conhecido que possa ser ajudado por ele? Não deixe de compartilhar esse texto com ele. 

Se você gostou do nosso trabalho não deixe de compartilha-lo.

Encontre-nos também no Facebook: Página O Poder do Espírito Santo

E que Deus nos manifeste a Sua Paz sempre e de todas as maneiras possíveis!

Deus sabe mais.

Nenhum comentário:

Postar um comentário